logo

Tag: vendas


Metas para 2021: o que seu planejamento de marketing precisa ter

Não existem dúvidas que o ano de 2020 foi atípico. Passamos por uma das maiores crises dos últimos tempos e muitas empresas foram afetadas pela pandemia. Mas, chegou a hora de dar a volta por cima e driblar as dificuldades. Para que sua empresa melhore os resultados e venda mais no próximo ano, é preciso criar metas para 2021 e fazer o seu planejamento de marketing.

Normalmente, no final do ano fazemos um balanço para descobrir o que deu certo e errado, quais estratégias foram mais assertivas e, a partir daí, definimos o caminho que os negócios seguirão no próximo ano. As estratégias de marketing digital são fundamentais nesse processo, principalmente com o crescimento do ecommerce, impulsionado pela pandemia.

Neste artigo, vamos te contar um pouco sobre a importância das vendas online, como definir as suas metas para 2021 e o que seu planejamento de marketing precisa ter para que sua empresa consiga melhores resultados e conquiste mais clientes! Vamos lá?

Crescimento do ecommerce

O crescimento das vendas online consolidou-se em 2020 com a pandemia. E, mesmo que sua empresa ainda não faça vendas pela internet, é importante que você esteja atento às mudanças e novidades do mercado. Essa tendência de consumo vem conquistando cada vez mais adeptos ao redor do mundo, por isso, procure saber mais sobre as vendas online e veja se seu negócio pode se adaptar. Fica a dica!

O que é o planejamento de marketing?

O planejamento de marketing é um conjunto de ações da empresa para alcançar um objetivo definido, ele pode ser desenvolvido pensando em um produto, serviço ou marca.  O plano de marketing é utilizado por milhares de empresas no mundo todo, como um guia a ser seguido. Através dele, as empresas estabelecem as orientações estratégicas.

Como fazer um plano de marketing?

Agora que você já sabe o que é o planejamento de marketing, vamos te contar quais os passos para fazer um bom planejamento e conquistar mais consumidores.

Primeiro, é importante ressaltar que é recomendado fazer o planejamento com um profissional de marketing, especialista no tema. Mas nada impede que você trace os seus objetivos e corra atrás deles. Vamos começar?

Análise o segmento que sua empresa atua

É indispensável que você conheça bem a área em que sua empresa atua. O mercado está em constante evolução, portanto, é preciso entender que mudanças e crises podem acontecer e que, se você estiver preparado, passará por elas com mais tranquilidade. Por isso, pesquise a fundo sobre o mercado que você está inserido e quais são as tendências de futuro para o segmento.

Conheça seu cliente e defina o público e a persona

Nada melhor do que entender o que nosso cliente deseja para propor soluções assertivas, não é mesmo? Por isso, outro ponto fundamental é conhecer o seu cliente. Vá fundo em pesquisas de satisfação, colha opiniões e depoimentos em redes sociais e pergunte o que ele espera da sua marca.

Depois de entender o que seu cliente precisa, é hora de definir o público-alvo e a persona. Vamos te explicar qual a diferença entre os dois, não se preocupe. O público-alvo é aquele que queremos atingir com o planejamento de marketing, para quem nossos esforços serão direcionados, ou seja, as pessoas que vão consumir o produto ou a marca.

A persona é um exemplo fictício, um personagem criado para representar o público-alvo. Elas são importantes porque nos permitem visualizar o consumidor e nos ajudam a trabalhar com uma comunicação mais direcionada. Quer saber mais sobre? Explicamos neste artigo a diferença entre os dois, com riqueza de detalhes.

Análise a concorrência

Nada melhor do que entender como a concorrência atua para gerar insights valiosos para o seu negócio. Observar os erros e acertos de empresas que oferecem o mesmo tipo de produto ou serviço que você, pode revelar como agregar diferenciais no seu negócio.

Tão importante quanto os acertos, são os erros, por isso, veja o que não está funcionando e não repita. Essa etapa deve ser uma das primeiras do seu planejamento de marketing.

Defina as estratégias e um cronograma de ações

Com as etapas que citamos finalizadas, chega o momento de definir quais estratégias serão utilizadas e o cronograma de ações. Para começar, é preciso estabelecer metas para 2021 que sejam acessíveis, não adianta nada colocar objetivos que são inalcançáveis, não é mesmo? Seja realista e procure formas de fazer sua empresa crescer.  Estabeleça metas que tenham a ver com o seu mercado, esse é o momento em que a criatividade pode rolar solta.

Existem muitas estratégias que podem fazer parte do seu planejamento. Vamos citar alguns exemplos do Marketing Digital, como é o caso do SEO, Inbound, Outbound e claro, o marketing de conteúdo. Além disso, é preciso estabelecer um cronograma de ações para a execução do plano. Aqui, você deve considerar o tempo que cada etapa levará para ser concluída e até quem é o responsável por cada tarefa. Todos esses passos, quando bem executados, possibilitam um planejamento de marketing eficaz e completo.

O planejamento de marketing na prática

Com todas as etapas planejadas, chega o momento de colocar o seu planejamento de marketing em prática e dar a sua empresa um novo fôlego com as vendas que ele vai trazer para o seu negócio.

Planeje-se financeiramente

Leve em consideração que você precisará de uma reserva para arcar com os custos do planejamento de marketing e com as ações estratégicas que serão empregadas pelo seu negócio. Descreva em detalhes quanto será empregado em cada etapa, isso facilitará o seu trabalho e auxiliará com os imprevistos. Além disso, saber o que será gasto é importante para a organização e execução de cada etapa.

Agora você, que você já sabe quais são as principais ações e como o planejamento de marketing funciona, planeje suas metas para 2021.

Quer saber mais sobre como sua empresa pode aumentar os lucros e vender muito mais com o planejamento de marketing? Entre em contato com a gente! Vai ser um prazer ter a sua companhia em novas estratégias e ideias de comunicação.


Por que a Black Friday é importante para o varejo?

A Black Friday é hoje, sem sombra de dúvidas, uma das datas mais importantes para o comércio no mundo todo. No Brasil, começou a ganhar destaque em 2010 e só vem aumentando a sua importância a cada ano.

No artigo de hoje, vamos falar um pouco sobre a origem da Black Friday e por que ela é tão importante para o varejo. Vem comigo!

A origem da Black Friday

A origem do termo ainda é incerta. Porém, há teorias que contam que, no campo econômico, o termo foi aplicado pela primeira vez em 1869, quando uma crise financeira assolou a bolsa de valores dos EUA e várias instituições de investimento foram quebradas.

Já outra teoria, diz que o termo vem da Filadélfia, em 1960, quando policiais norte-americanos deram o nome ao dia após o Thanksgiving Day (Dia de Ação de Graças). A referência era relativa ao trânsito caótico causado pelo pós-feriado na época. Nesse dia, os comerciantes começaram a aproveitar o movimento de carros que passavam lentamente pelas ruas, para divulgarem as ofertas de suas lojas.

Mas foi só a partir de 1990 que a Black Friday começou a se popularizar de vez nos Estados Unidos, ganhando ainda mais destaque com a internet e o formato de compra online via e-commerce.

Porém, só nos anos 2000 a Black Friday começou a ser considerada o maior dia de compras do ano.

Black Friday no Brasil

A primeira Black Friday que aconteceu no Brasil foi em novembro de 2010, de forma totalmente online. Desde então, a data vem se tornando muito importante para os comerciantes e consumidores brasileiros, e sendo cada vez mais comparada ao formato norte-americano, onde as ofertas acontecem tanto no digital quanto nas lojas físicas.

Apesar de diversas polêmicas envolvendo as ofertas da Black Friday no Brasil, como a “Black Fraude”, por exemplo, a data evoluiu muito e é hoje um dos principais atrativos para o comércio nacional. Eu, particularmente, adoro a data e, todos os anos, tento aproveitar ao máximo as promoções! Fico horas pesquisando e procurando os melhores preços, pra não cair em cilada!

Muitas pessoas ainda não confiam nas ofertas da Black Friday e/ou ainda possuem dificuldade em realizar compras pela internet. Para isso, deixo aqui 3 dicas que eu utilizo para aproveitar a Black Friday sem medo! o/

  • Pesquise muito bem sobre a loja que vai realizar as suas compras;
  • Alguns meses antes da Black Friday, faça buscas dos produtos que você já pensa em comprar, para acompanhar os preços e saber se a oferta é real na Black Friday;
  • Faça uma ampla pesquisa em vários sites (confiáveis) para fazer a comparação de preços.

Além disso, recomendo que, sempre que for fechar uma compra, leia todas as especificações do produto para não ter dúvidas (cor, origem, material, tamanho, o que acompanha na embalagem etc) e, se possível, acompanhe as avaliações de clientes que já tiveram experiência com o produto. Isso também ajuda bastante! Fica a dica! 😉

Cenário atual e novos hábitos de consumo

A pandemia do novo coronavírus e as medidas de isolamento social, foram bastante significativas para o aumento das compras online. As pessoas começaram a evitar frequentar as lojas físicas, como medida de segurança, realizando assim, suas compras pela internet. O e-commerce disparou na frente e ganhou forças sendo a melhor opção de compra e venda.

Uma pesquisa realizada neste ano pela Provokers, mostrou que 40% dos consumidores brasileiros têm a intenção de comprar exclusivamente online nesta Black Friday, um aumento equivalente a 7% em relação ao ano passado.

Outra pesquisa realizada em agosto deste ano pela Ebit/Nielsen, apontou que o faturamento de lojas online no Brasil cresceu 47%, impulsionado pelo crescimento de pedidos que chegou a 90,8 milhões de compras no 1º semestre do ano. A maior alta em 20 anos! Muita coisa, né?

O pico das compras pela internet aconteceu entre os dias 05 de abril e 28 de junho, o auge das restrições de circulação de pessoas nas cidades brasileiras.

Por que a Black Friday é tão importante para o varejo?

Após meses de isolamento social causado pela pandemia do novo coronavírus, a economia começa a se aquecer novamente e a reabertura dos estabelecimentos vem acontecendo em todo o país. Mesmo diante deste cenário de incertezas, pesquisas apontam que uma grande parte dos brasileiros têm a intenção de aproveitar as promoções da Black Friday 2020.

Nos momentos de crise, é natural que haja uma queda no consumo, porém, as datas comemorativas acabam mantendo sua relevância para o varejo.

Nessas datas, as vendas se mantém em um mesmo nível ou até mesmo aumentam, ou seja, pensando por este lado, esse já é um ótimo motivo para investir na Black Friday e começar a planejar seus estoques deste ano para faturar muito. Além, é claro, dos dados já citados acima, que apontam os novos hábitos e o aumento do consumo dos brasileiros.

SAIBA MAIS: Da atração à venda – o papel de uma agência digital no desenvolvimento de negócios

Dicas para apostar na Black Friday no seu negócio

Planejamento é tudo!

Planejar sempre será o segredo do sucesso das vendas! O ideal é que tudo esteja preparado e estruturado para realizar a campanha. Pensar desde o treinamento da equipe, atendimento, até a comunicação visual que precisará ser feita para trazer mais personalidade para sua marca, pode fazer toda a diferença!

Ofereça descontos reais

Cada vez mais, os consumidores prezam pela transparência das empresas. Por isso, pratique descontos reais e sempre deixe disponível o máximo de informações possíveis para sanar as dúvidas do cliente e evitar futuros problemas.

Logística preparada: check ✔️

Esteja preparado para se comprometer com as entregas de suas vendas. Um bom planejamento de logística pode ser decisivo para isso. Com as vendas da Black Friday, é necessários organizar as entregas para que elas não se acumulem com as vendas de Natal e para que não haja atrasos. Para isso, você pode contratar uma empresa especializada no setor.

Planeje o estoque

Para realizar as promoções, é preciso planejar muito bem o estoque para conseguir atender as demandas. Além disso, você precisa estocar os produtos para o Natal também. Fique de olho na saída de produtos e acompanhe a reposição do estoque.

Foco na comunicação

Para as lojas online, é interessante focar na comunicação nas redes sociais, anúncios, redes de pesquisa e manter o e-commerce e/ou app com uma navegabilidade que seja atraente e prática para o usuário, utilizando técnicas de UI/UX, por exemplo.

Para atender as expectativas dos clientes nessa época, é fundamental entender os novos hábitos de consumo: como o cliente faz buscas, como ele age, o que ele espera e o quanto ele gasta pela internet (se for o caso de e-commerce). Fique atento a essas mudanças de comportamento e a essa nova realidade.

Lojas físicas também devem abusar dos elementos de comunicação. Utilize banners, display, flyers, réguas de gôndola, itens decorativos… tudo para deixar o seu ponto de venda com a identidade visual da sua campanha de Black Friday.

Aposte em parcerias especializadas

Para uma comunicação digital efetiva, você também pode apostar em parcerias com agências especializadas em marketing digital e campanhas publicitárias para alavancar a divulgação da Black Friday na sua empresa. Nós aqui da YORK Digital somos especialistas na área de marketing e podemos ajudar a sua empresa a conquistar muito mais com campanhas digitais, tanto na Black Friday quanto em qualquer outra época do ano!

 

Entre em contato com a gente! Vai ser um prazer ter a sua companhia em novas estratégias e ideias de comunicação.

Fale com a gente!

 

Gire seu smartphone para melhor visualizar o site